sábado, 24 de agosto de 2019

HUMANISMO






Não se trata aqui da teoria ou hipótese filosófica de Erasmo, mas uma visão pessoal da forma como consigo enxergar a vida que sofre a influência de Erasmo de Rotterdam.

Com base no Humanismo foram desenvolvidas três filosofias de vida e de ação econômica. A primeira o Liberalismo, a segunda o Socialismo, e a terceira o Evolucionismo. Essas 3 hipóteses ou filosofias, se baseiam em três características humanas.

O Liberalismo está baseado na liberdade do pensar de descobrir novas fórmulas para desenvolver facilidades e conformações da vida para melhorar o nosso caminho e a conquista da liberdade. Assim o ato de pensar é livre e pode trazer muita novidade. Por isso URSS usou o lápis para poder escrever anotações no espaço e o EUA desenvolveu a canetinha hidrocor. As duas soluções resolveram o problema, mas cada uma a sua forma.

Aí entramos no Socialismo, que o pessoal confunde com o comunismo, que é uma base muito limitante para o ser humano, pois limita a sua capacidade de pensar e descobrir. Já o Socialismo [é diferente pois ele congrega a comunidade coma suas obrigações e deveres, mas dentro de um trabalho de harmonia e colaboração onde não se disputa com o outro pela supremacia de algo que é muito instável e relativo. Isso se dá por que se confunde a concorrência com o outro, com a naturalidade da concorrência consigo mesmo. O outro é apenas e unicamente um parâmetro e não uma realidade sua, mas por ele ganhar mercado ou se aplaudido se acredita que o nosso caminho deve ser o mesmo dele, quando na verdade é unicamente uma das formulas que podemos usar para atingirmos o objetivo, como no caso do lápis e da canetinha hidrocor.

Por fim o evolutivo, que foi totalmente deturpado dentro da visão nazista, pois elimina o supostamente inferior. Essa teoria ou hipótese surge derivada da evolução das espécies de Darwin. Realmente o homem deve evoluir, mas mentalmente não necessariamente fisicamente. Uma das questões usadas é a de raça que Darwin desmistifica, por ela não existir. Acho que das três, a mais difícil ainda do pessoal compreender é essa. Vou tentar esclarecer o que é a evolução das espécies aqui.

O melhor exemplo que encontrei foi do Urso Polar. O Urso pardo sempre viveu no hemisfério norte e assim ele se aventurou à caça de alimento por toda a região, inclusive a polar. Mas veja a dificuldade de caçar em uma paisagem branca sendo um ponto escuro em toda a paisagem. Os que persistiam morriam de fome os que percebia que não teriam sucesso retornavam pelo caminho que vieram. Assim a natureza com sua sabedoria promove uma mutação gênica em um feto de urso pardo, o torna com pelagem branca e assim ele começa a poder se aventurar pelo polo e ter sucesso na sua caça. As fêmeas da região vão acabar dando preferência para a cópula com esses grandes mamíferos brancos e com o tempo eles limitaram seus espaços pois na floresta os brancos serão facilmente avistados e no polo os pardos e assim eles naturalmente se distanciam e habitam uma região especifica sem competirem entre si pelo alimento. Tornando-se assim com o passar dos séculos e milênios espécies distintas onde não teremos um feto vivo ou uma reprodução ativa entre um pardo e um polar, mostrando que são dois animais distintos.

Se eu lhe perguntar quem é o melhor, o urso pardo ou o urso polar, qual seria a sua opinião?

Se você não usar a sua ilusão para responder por achar o branco mais bonitinho e manso, falará nenhum. Note que eles se adaptaram e essa é a grande palavra que diferencia tudo, pois um no habitat do outro morre de fome, mas no seu habitat ele se torna o rei do pedaço.

E o humanismo evolutivo se perde nessa premissa, onde se estabelece que o grande gênio humano é o ariano quando na verdade ele é o urso branco que se adaptou muito bem no hemisfério norte, onde na África ele conseguiria um enorme câncer de pele.

Mas é claro que esse valor físico ou corporal não é o efeito relevante para a evolução humana, mas o desenvolvimento de suas habilidades como ser humano, ie, as virtudes humanas, não apenas a intelectual, mas as que possam dar a sabedoria ao homem.

Assim há serviços ainda que necessitam de uma mão de obra pesada e outras mais características de pensamento limpo e técnico, não deixando de ser imprescindível, nenhum deles.

Um empresário ainda precisa de um peão de fábrica para poder conseguir fazer e distribuir o produto que fabrica, assim por que o peão é menos importante que o empresário? Porque o empresário pode fazer fluir a visão de mercado e promover o sustento de tanta gente que trabalha para ele? Ele ser único? Mas ele tem um concorrente e por um pequeno deslize ele pode pôr tudo a perder e deixar todos na rua da amargura. Agora sem a equipe de empregados ele efetivamente não é um empresário e sem o empregado a equipe não consegue fazer nada assim todos fazem parte da equipe como um corpo único. E essa foi a visão de Marx, o erro dele foi impor isso e não ensinar isso.

Com o liberalismo isso se volta mais para o financeiro, pois ele acaba inconsciente mente promovendo a ganância, pois as ideias produtivas são as que geram negócios ou novas visões de comercialização ou mesmo de criação de maquinários e assim baratear o produto, dar rapidez na sua produção e gerar um mercado cativo. Ford erra ao dizer que todos os americanos poderiam ter o caro da cor que desejasse, contanto que fosse preto, pois isso barateava o produto. Como os ingleses que forçaram a abolição da escravatura para ampliar o seu mercado com a revolução industrial, Ford fez o mesmo de outra forma aumentando o valor do salário de quem trabalhava para ele pois eles também eram consumidores de seus carros, isso movimentava o mercado e o ampliava, já que a linha de montagem se tornou eficiente na alta produção de volume de veículos.

Agora vamos aos fatos do de estarmos nos organizando através de um sistema financeiro para promovermos alguma suposta justiça, que na verdade é injusto, pois como definir coerentemente o salário de alguém pelo serviço que faz. Imaginem o lixeiro entrando em grave e o lixo ficar amontoado pela via pública com as vezes acontece. Se isso perdurar por um longo tempo você vai ficar doente ou se começará a pôr fogo nessas pilhas na via pública e assim promover acidentalmente incêndios e não se conseguir vaga ou antibiótico suficiente para atender a população. Quanto custa isso para você. Quanto custa para esse lixeiro ou para toda a equipe perder emprego por uma questão de concorrência pública e assim eles ficaram na caça de emprego no mercado.

Mas vamos a Bacunin com o seu anarquismo que também é uma filosofia humana, além de desrespeitar o patrão que é algo desnecessário, pois não somos autossuficientes em química fina, física quântica e mecânica como em biomedicina ou meramente mercado para uma só pessoa resolver todos os problemas que um só individuo possa ter durante a sua vida, mas lhe dá extrema liberdade de pensar e assim criar e se desenvolver sem a obrigatoriedade de dever ou responsabilidade sobre o todo. E aí está o erro da filosofia além da agressividade exacerbada. Mas ela rivaliza com o Liberalismo, que ambos massacram a sociedade em seu EXTREMO. Na verdade, todas elas matam a população quando levadas a seu extremo individual.

A grande vantagem do Anarquismo é o fim do sistema financeiro, pois elimina definitivamente o pobre. Mas vamos olhar o problema que gera. O dinheiro ou o salário no final do mês nada mais é que a recompensa pelo sacrifício feito naquele mês. Eu não trabalho por caridade, mas por uma recompensa que se habituou traduzir por dinheiro que está envolvida no instinto humano de sobrevivência e poder do homem.

Me explicando. O salário é o item que podemos chamar de felicidade, pois me facilita a vida com comida e maquinas necessárias para solucionarem a minha vida, assim eu posso comer pizza no fim de semana, comprar um carro, mesmo que seja a prestação, ter uma máquina de lavar, secar e assar se for o meu desejo ou necessidade. A questão é o tempo que levo para que isso possa ser conquistado dentro da minha vida, que está diretamente ligado ao valor do salário que recebo e aí fica a injustiça do sistema, uma por que ninguém ou nenhuma indústria vai produzir 100 milhões de TVs para atender a população brasileiro em um mês, pois no mês seguinte todos perdem o emprego, assim você tem uma produção para atender o mercado e não para atender a população e o dinheiro permite isso. Mas vai ter aquele que vai no vizinho ver TV até que a tecnologia reduza o preço e permita a muito mais gente ter o bem. Como carro, geladeira, computador e outros bens. Mas por que ele pode ter uma TV antes de mim? Porque ele ganha mais. Por que ele ganha mais? Porque atividade profissional que ele exerce tem menos gente capaz de fazer o serviço e para o atrair eu preciso lhe dar um salário mais convidativo, pois eu preciso da colaboração dele. Mas isso não é uma questão apenas de estudar. Para se ter sucesso em uma profissão eu tenho que gostar e entender não apenas racionalmente, mas sensivelmente daquilo que faço, para poder ter sucesso além de ter os instrumentos ideais. Veja não adianta eu gostar de cantar e ter um vozeirão potente, se eu desafino até para pedir água. Tenho que me analisar e me compreender para saber onde sou bom e onde sou extremamente limitado, isso evita que eu seja apenas o lixeiro, pois é uma profissão que com o tempo deverá desaparecer por ser insalubre e realmente o ganho intelectual talvez seja mínimo ou com uma necessidade relativa de instrução que o rapidamente o funcionário percebe suas nuances e deixa de evoluir mais rapidamente. Todo trabalho é um sistema evolutivo de conhecimento e aptidão.

Veja eu não tenho um ouvido absoluto, na verdade sou mais surdo que ser absoluto. Assim eu preciso ir estudar música com um piano do lado ou aprender a tocar o próprio piano, pois assim eu vou conseguindo absorver as notas e diferenciá-las com precisão. As vezes vejo gente que toca sanfona, flauta, violão e outros instrumentos e eu nem tocar campainha direito sei, pois sou lerdo para correr e me esconder. Fico imaginando como essa moça (no caso) com seguiu esse efeito. Ela pagou o preço com várias reencarnações. Pastou como eu para tentar entender as notas ou diferenciá-las onde eu estou ainda no seu início, mas ela iniciou muito antes. E são essas qualidades que conseguimos desenvolver pela perseverança de várias vidas que nos possibilitou hoje termos uma profissão de destaque e sucesso e não por termos apenas aprendido, mas recordado e é isso que é o importante da história. Creio que muitos fizeram vestibular para faculdade e no cursinho tiveram que recordar tudo que aprenderam nas matérias no colégio. Seria o mesmo processo dentro da vida humana. Como Lavoisier dizia: NADA SE CRIA TUDO SE COPIA. Ou se repete.

Veja que a Noruega de um país pobre até 1949 na Europa, na verdade o mais pobre, se tornou um país riquíssimo, onde por determinadas características territoriais e de fronteira superaram essa pobreza com a descoberta do petróleo. Veja que ele são uma país com uma população pequena, de 5 milhões de habitantes e uma grande parte do seu território estar coberto de neve o que inviabiliza da produção de alimento. Assim a estabilidade populacional e ainda a grande procura pelo petróleo consegui produzir uma economia pujante e que atende toda a população local, mas não com o gasto direto do dinheiro da venda do petróleo, mas do seu investimento em empresas e países e assim o lucro satisfaz as necessidades da população mesmo com impostos altos pagos por todos e uma vida satisfatória. Eles não são arianos, mas escandinavos apesar da raiz germânica, não tem nada com a filosofia nazista de evolução, mas de Darwin, onde ele pelas características do país e a pequena população conseguiram encontrar o EQUILÍBRIO ideal no sistema financeiro em que vivemos, permitindo a todos terem uma vida satisfatória e estável. Eles se consideram um sistema socialista.

O Dinheiro tem sua parte boa e ruim. Pois ele é um limitador. Ao conseguirmos aprender o que é necessário para cada um e isso é uma DEFINIÇÃO pessoal, o dinheiro nos limita e nos proporciona essa visão. Obvio que eu como adolescente vou querer ter uma Ferrari na garagem, pois isso me mostra o poder, pois isso me permitirá ter o poder de escolher e não de ser escolhido e ter uma mulher meia boca para sobreviver ou gozar. O mesmo acontece com a mulher, mas ela não quer ter uma Ferrari, pois o poder dela não está em ser o provedor o abastardo, mas na beleza na sensualidade na mulher desejável que é o instinto do mamífero, no pássaro é o macho que precisa ser bonito e agradável a fêmea normalmente não tem brilho, isso se vê no pavão que é a melhor representação da classe. Ambos, macho e fêmea, almejam o poder e assim o domínio.

Mas veja qual efetivamente é a necessidade real de uma Ferrari ou de uma beleza exuberante que vai enrugar muito rapidamente depois dos 40. A beleza e a Ferrari servem apenas para chamar a atenção e depois o que passa a valer para uma vida em comum são os desejos e objetivos de vida. Assim se pode descartar a Ferrari e comprar uma Kombi para carregar a família, pode ser uma grande alternativa. Isso se chama maturidade. A beleza é relativa já que ele passa pelo íntimo do homem e da mulher e assim o seu espírito de felicidade ou de alegria o torna belo aos olhos que quem vê e tema sensibilidade de saber apreciar, o resto passa a ser apenas libido.

Esse processo de maturidade vai fazendo com que você saiba e compreenda o que lhe é necessário para ter uma vida plena e não uma ostentação, pois você não vive para você mas para os outros e é isso que o diferencia do adulto e do adolescente, pois o adolescente está se transformando para se descobrir e ser aceito, pois ele depende dos outros para se descobrir, já o maduro ou adulto não precisa disso, pois ele sabe quem é e como lidar com quem não o aceita sem precisar da aprovação dele, pois por si mesmo se aceita e sabe o que deseja ou espera poder conseguir. Assim quem briga ou discute ou ainda não amadureceu ou ainda não se conhece. Mas isso não te proibi de ter opinião ou de externa-la.

Falei tudo isso para que se compreenda que não temos necessidade de tanta coisa com tem no mundo. Eu por ficar dentro de casa e gostar de arrumar meu pensamento em folha de papel, para mim é muito melhor um computador que um “uai que pode” ou “uai que pede” Pois eu vou gastar muito dedão digitando e o erro que já acontece no enorme teclado do computador, vai se intensificar no “uai que pode” Assim eu tenho um celular, mas que é telefone e não um computador em miniatura. Na verdade, o computador e o celular “que tudo pode” tem o mesmo valor de mercado, só que o computador ainda tem uma impressora que o “que pode” não carrega e custam mais ou menos o mesmo preço, assim para que vou ter um “uai que pode”???

Isso é uma lei da natureza que se chama adaptação. Para se evoluir tem que se adaptar as condições do meio e das necessidades.

Agora eu falei, falei, falei e não expliquei por que falei tanto. Simples! O meio de se ter um sistema político eficiente e que satisfaça a toda a população mundial é exatamente ter um equilíbrio real dentro do humanismo como o evolutivo sendo adaptado ao meio, isso é a região do país ou continente. Ter o liberalismo voltada ás ideias e não à competição e a análise da sua utilidade ao homem e não ao mercado, apesar de o mercado existe e não poder superar a humanidade que é o que acontece hoje. E o humanismo social pois é a função de proteção que nos tornamos cidades e países e assim deixarmos que uma ser que nos peça AJUDA, não seja amparado na sua necessidade básica de viver e se alimentar para isso como de aprender e se desenvolver, mas não podemos esquecer que ele tem o livre arbítrio para escolher ser um indigente ou um ser útil à sociedade, mesmo que na pobreza.

A sociedade deve proteger e amparar os mais fracos, mas também deve ponderar a leviandade desse ser que poderá abusar da bondade governamental ou social e ser enviado para uma prisão se necessário para ser REABILITADO e não punido, pois veja que a Guerra entre Israel e a Palestina é parece ser eterna, onde ambos têm o direito inalienável de viver na região com a sua cultura, organização e com o seu território. E assim serem úteis para ambos. Como isso surgiu na guerra fria, Israel surgiu nessa época os dois gigantes do momento instituíram sua guerra particular ali para poderem testar veículos e medir forças como um laboratório particular onde faziam testes se poderiam vencer ou não uma ao outro e não efetivamente Israel ou Palestina. O mesmo aconteceu com a Alemanha na primeira guerra mundial, onde a França se sobrepôs à Alemanha e a humilhou fazendo seu povo sofrer e os detestar e assim ter um louco para os comandar e criar o maior desastre mundial com a segunda guerra mundial. O mesmo, fizeram com os franceses com a sua Republica, que era sem sombra de dúvida uma evolução social, mas pela competição deterioraram a administração pública pois vários grupos desejavam o poder e os países que eram todos reinos comandados por monarcas se viram confrontados com a novidade e assim poderiam perder seu reinado e sua moleza e assim agiram tomando parte do território francês pela balburdia e pelos assassinatos públicos da família real e os adversários permitindo aos reinos fronteiriços subjugarem parte da França e assim surge outro louco de poder Napoleão e quem deveria apenas estabelecer as fronteiras francesas extrapola na sua ânsia de conquista e estabelece um reinado deixando a república no ré do chão da história.

Assim isso demonstra nitidamente que punir um assaltante o colocando improdutivamente esse indivíduo dentro de um cubículo, ele irá se rebelar e acabar se profissionalizando em suas habilidades de sobrevivência e se tornar um grande criminoso dentro da sociedade. Apesar de ser relativo a questão de tempo para a reabilitação, isso nunca deveria ser realizado sem a efetiva reabilitação do indivíduo, pois cada um deles se recupera em um tempo especifico e assim uma cara que fica 30 anos pode se reabilitar com 5 ou nunca se reabilitar com os trinta como ficou claríssimo com o bandido da luz vermelha. Que ao sair depois de 30 anos de prisão foi morto por praticar ou tentar estuprar a mulher de quem o estava acolhendo em casa. Assim que é preso ou oprimido se submete ou se rebela e o rebelado não se recupera, mas o que se submete pode se reabilitar e assim voltar a ser útil socialmente e ai fica claro a existência do livre arbítrio e que oprimir não é o melhor caminho para resolver uma situação como a Guerra da Alemanha ou a de Israel ou o prisioneiro tratado como gado dentro da cadeia com superlotação e sem nada a fazer que curtindo seu azar de ter sido pego. Isso é instinto básico simples e uma lei natural.

Vou me explicar como questão de lei natural. Todos os animais e plantas, pelo que se imagina na botânica, possuem um instinto de sobrevivência. Assim somos todos programados para nos mantermos vivos, por isso muitos suicidas se planejam para que outros os matem, seja o rapaz do ônibus no Rio ou um louco americano que entra no shopping atirando em todo mundo, ele quer ser assassinado. Assim a bactéria também faz o mesmo, quando tomamos antibiótico as bactérias que não morreram se tornam resistente ao remédio e assim a espécie continua existindo. O mesmo com ratos, as cobras que são seus predadores não suportaram viver no meio urbano, e os ratos que conseguiram se adaptar nos esgotos vivem felizes se alimentado por ali. Quando a população ultrapassa um limite, eles saem para a superfície para poder se alimentar e é onde os encontramos dentro de casa fazendo tocas e moradias para continuarem usufruindo da comida e sobrevivendo. O mesmo com as baratas. Nessa situação somos nós que nos tornamos os predadores deles limitando a população de ratos e baratas, como se fazia antes com cachorros vadios e gatos onde eram mortos na carrocinha e hoje se castra para evitar o cachorro de rua que passou a ser uma ilusão, onde principalmente um macho castrado abandonado não consegue sobreviver, pois não consegue realizar o limite de seu território perdendo a sua agressividade natural e morrendo abandonado. O melhor seria fazer vasec ou fechar as trompas, mas isso é mais trabalhoso e assim mais caro e então, se mutila o animal.

Com isso você tolher um ser humano que tem imaginação, inteligência e determinação, ser capaz de se vingar e assim continuar prejudicando a sociedade. Usar o humanismo como premissa de uma sociedade não é tratar os outros como entulho ou lixo os acumulando em enxotando em um ambulatório ou em uma prisão, mas dar a dignidade necessária a ele poder ser tratado como um ser humano, pois nunca sabemos a quem estamos ofendendo e como ele irá reagir nos confrontando.

Assim a humanidade não é algo que devemos falar em liberalismo, socialismo ou evolucionismo, mas em humanismo onde os três agem indistintamente e devemos conciliar o meio e a cultura da população para podermos ter uma vida harmônica, mas com desafios para que sempre possamos crescer e nos desenvolver para o objetivo final que ainda não temos uma noção nítida do que vem a ser esse objetivo, mas com toda certeza é ter tolerância com todos e podermos viver juntos pois estamos junto e somos limitados e sempre vamos depender uns dos outros, não importando como, pois mesmo o lixeiro que não conhecemos e que vem nos pedir uma caixinha no final do ano que era o abono natalino, que se tornou lei com o 13º salário, nos proporciona uma saúde melhor ou a prevenção da saúde que podemos ter. Como o médico que descobre e nos cura ou o cientista que elabora o remédio para uma doença especifica que alivia a vida de muita gente e proporciona uma maior sobrevida a todos.

Por isso o radicalismo, seja de direita, de esquerda, transverso ou na diagonal sempre vai nos levar a uma situação extrema que deteriorará algo, pois tudo na natureza agem em equilíbrio e assim devemos saber como lidar com o socialismo o liberalismo e o evolucionismo nos adequando ao meio ambiente que temos e à cultura que conquistamos.

 A FELICIDADE É UM PRODUTO DE DOIS INSTINTOS HUMANOS, A SOBREVIVENCIA E A PERPETUAÇÃO DA ESPÉCIE, COM ESSAS DUAS PROGRAMAÇÕES TEMOS E DEVEMOS CONSEGUIR A FELICIDADE E ASSIM ELA PASSA A SER UMA CONQUISTA E NUNCA UM DIREITO, POIS É COMO LIDAMOS COM ESSAS DUAS PROGRAMAÇÕES QUE VAMOS EFETIVAMENTE IMPLANTAR O PARAÍSO TERRENO PARA NÓS.

sexta-feira, 5 de abril de 2019

AFINAL ESTAMOS OU NÃO EM UMA DITADURA?










Estou postando isso, apenas por considerar que nada é verdadeiramente dúbio quanto interpretar algo sem prova cabal. Infelizmente isso só acontece de se ter alguma precisão em física e matemática e mesmo assim se pondera. Na verdade, a História sempre é dado a visão do ganhador, dificilmente o perdedor tece uma opinião, mas isso acontece no campo acadêmico. No caso o Brasil por recriminar a ditadura a Esquerda se valorizou e mostrou a verdade como desejou, QUE ESTAVAM LUTANDO PELA DEMOCRACIA, A DEMOCRACIA DELES, COMO PUDEMOS VER COM O PT NO GOVERNO. Agora estamos com outro problema o Fake News do outro lado da moeda, onde não houve ditadura, foi um ato constitucional e que ninguém morreu ou foi torturado ou se foi era por que merceia, como o Herzog, isso por ser simpatizante e não ter nenhuma informação relevante. Como sempre toda a pseudo justiça do homem comete erro como ontem libertaram um mecânico que usaram o RG dele para assaltar algo a 23 anos e ele ficou preso por 4 meses e a justiça sabia que ele era inocente. Assim morreram gente inocente de ambos os lados como o rapaz assassinado pelo covarde do Genoíno por não aceitar a sua filosofia, isso no Araguaia ou aqui na Mooca o assassinato de um ou dois dedos duros pela milícia esquerdista, por traição. Ou por terem denunciado alguém, já que era o dono de uma pizzaria e dificilmente faria parte de algo onde tudo era do Estado.



Realmente passamos por um enorme combate à Fake News Petista com os MAV e agora estamos a volta com a mesma merda com os BOLSOMINIONS. Na verdade, havia sim uma enorme vontade na época de se fazer uma tomada de poder e alterar o sistema. Jango, era fascista por influência de Vargas, e era apoiado pela Esquerda comunista, a URSS ainda existia e assim eles comandavam a orquestra. Os fascistas estavam restritos à Portugal e Espanha e isso só mudaria nos anos 70. A UDN queria por que queria destruir toda a CLT e o legado de Vargas e assim tínhamos correntes querendo tomar o Brasil. Não se esperava que haveria uma 4ª força o exército. Até o fim do governo do Castelo Branco ninguém se indispôs com o governo, apesar das manifestações de protestos. Mas nada além de passeatas, pois todos esperavam que ele promovesse em 1965 as eleições para presidente. Não o fizeram, e assim a esquerda mais radical se viu no direito de partir para cima do governo com assaltos a bancos e atentados terroristas para dar instabilidade ao governo e se conseguir dinheiro para se poder financiar a suas operações para conquistarem o governo que esperavam conseguir isso pela eleição. Dessa forma a crise da violência e da ditadura se institui e tem dois auges, uma em 67 com a nova constituição e em 68 com o AI -5. Veja que o generalato tem motivos para implantar a dureza como a esquerda se sentindo frustrada, parte para a única alternativa que poderiam ter, a luta armada, pois não teriam outro meio de se posicionar dentro do governo que não fosse eliminando o próprio governo. Mas como vimos, a esquerda se supervalorizou como aconteceu com as Farcs na Colômbia. Só se tem alguma alteração no governo com um golpe de Estado com o exército do seu lado ou a Rússia (veja a Síria) ou os EUA ou ainda como uma revolta efetiva da população como um todo como no caso do Egito. O governo militar foi efetivamente uma ditadura, como a esquerda queria e ainda quer implantar uma ditadura e os militares fizeram uma ditadura conservadora, ie, privilegio o capital e ferrou o trabalhador que produz e sustenta o país. Realmente a confusão entre a ditadura de Vargas e os militares é o foco, uma privilegiava os trabalhadores que na época era necessária, pois até 1930 não havia nada que pudesse defender ou negociar com o patrão para dar alguma vida digna ao trabalhador, o problema disso é que uma coisa poder ser ótima em um momento e péssimo em outro, mas o que os militares fizeram foi concentrar a renda na mão de poucos e deixar o povo na miséria e ainda destruir a escola pública tornando os pobres ignorantes e dando chance ao ricos de terem uma boa escola e entrarem nas universidades governamentais, pois como capitalistas não deveriam questionar o governo e parece que o tiro saiu pela culatra com os movimentos nas universidades federais e estaduais. Talvez pela cota. Talvez pela propaganda petralha, mas foderam a universidade pública.




Aqui temos dois pontos de vista, se for desculpa ou não, não dá para saber. Os militares para extinguir o analfabetismo tinham que ampliar as vagas na escola pública, e assim com se ampliou demais o número de professores, o salário foi drasticamente reduzido, pois a verba era a mesma para pagar 100 ou 1000. Com isso em diadema havia a empregada de uma amiga que dava aula para as crianças, acho que alfabetização, mas não creio que ela tivesse concluído o ginásio ou primário. Bom com a cota se colocou os limitados alunos por serem pretos índios ou virem de escola pública nas universidades públicas nitidamente reduzindo a eficiência da universidade nos seus cursos de profissionalização e acadêmicos. Assim pudemos presenciar a putaria que se tornou as universidades. Se isso foi ou não a causa, não dá para afirmar, pois os grandes maconheiros das universidades públicas tinham dinheiro para fazer a zona que fizeram e ainda financiados por partidos políticos de esquerda. Então sim na minha visão temos uma ditadura de direita conservadora contra uma ditadura de direita fascista que seria implantada pelo PT ou um absurdo como na Venezuela, que acho meio difícil, pois eles estavam abrindo as pernas para as montadoras e formando grandes empresas de comunicação e alimentos e outros mercados que pudessem ser cartelizados. Agora estamos exatamente no lugar que no final dos anos 60 uma ditadura conservadora que se o congresso continuar engessando as leis que a população deseja como as de anticorrupção, eles vão acabar tomando um fechamento do congresso para se poder impor a vontade popular e depois disso não vamos mais saber como o país reagirá a uma ditadura que talvez não deseja mais sair do poder.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

SER NEGRO







Talvez eu não tenha a menor ideia do que seja ser uma pessoa com excesso de mielina no corpo. Mas sei o que é ser gordo para arrumar emprego. Uma vez passando por uma crise, coisa comum no Brasil, eu tive que fazer uma entrevista de emprego com o gerente de vendas do departamento. Eu sou gordo como disse e ele me perguntou o peso. Eu disse, e depois ele foi perguntar a outro vendedor o peso dele. Eu era apenas 5 quilos maior que ele, assim o gerente me aceitou no emprego.

Realmente se formos pensar que de mais de 100 vendedores, havia apenas um que negro, pode parecer preconceito. Mas como andávamos com motoristas, boa parte deles, ou eram negros ou pardos. E honestamente tive problema com um que era branco e metido a senhor da verdade e muito mais malandro que os outros motoristas que convivi. E estou falando de alguém efetivamente europeu.

Uma vez no bairro que moro vi dois PMs abordando um rapaz muito bem trajado e se via que tinha bom gosto e grana e estava dirigindo um carro relativamente novo, que infelizmente não recordo, mas sei que era azul e muito bem montado, ie, era bem equipado e limpo, e se via no rosto do rapaz o seu constrangimento. Pois todos olhavam. Coisa rara um PM parar alguém para pedir documentos, mas fizeram isso para ele.

Uma vez me pararam na subida da serra em Santos eu de Terno e com muita coisa no porta malas do corcel. O Guarda perguntou da
TV portátil que estava no porta malas e expliquei que era minha ou nossa, já que era da família. Eu estava sozinho. Mas fui buscar as coisas no nosso apto. de lá. Depois da revista eu perguntei por que ele havia me parado. E ele explicou que estavam dando busca por um carro semelhante ao meu. Veja eu não fiquei magoado ou preocupado, estava com tudo em dia e assim não tinha por que me preocupar.

Bom como o rapaz que comentei era negro e estava constrangido, fica difícil de dizer que ele estava constrangido por ter sido parado por ser negro ou por que ele estava com algo irregular no carro. Perceba que esse nervosismo e essa suposição faz com que um PM que é uma cara que é pago, notem eu disse PAGO, para desconfiar do mundo, pára um rapaz que não importa a cor para fazer verificação de rotina ou por estar procurando um ladrão ou por ser mesmo preconceituoso, e assim ficou com inveja do rapaz, pois o carro dele me deu inveja, eu não poderia ter um carro todo incrementado daqueles. E assim não importa se for da cor que for a sua pele, se eu tenho poder e o paro por pura inveja, realmente isso é preconceito. Preconceito de riqueza e não de negritude.

Na verdade, a cor de pele não tem nada relevante sobre a pessoa que a está vestindo. Hoje temos a Cohab como foco do preconceito dos pobres, na minha época era os conjuntos habitacionais dos industriários, isso é o IAPI. Como sempre se tinha dificuldade para ser atendido em postos de saúde, e assim se pagava consulta médica para resolver problemas de saúde, ou se usava o sindicato ou o Sesi. Havia o hábito de se usar o farmacêutico como referência a doenças comuns e assim havia uma farmácia próxima que o dono um brancão português de ascendência portuguesa, contratou o seu Edson. Um negão. Ele era simpático, prestativo, inteligente, bonito se posso chamar assim e atendia a todos com carinho e profissionalismo. Não era babaca tipo beato, mas objetivo respeitador e educadíssimo. Ele era ótimo como médico da população local, apesar de ser um farmacêutico. Ele conquistou a população do conjunto e era Deus no céu e seu Edson na terra. Ele deu muito lucro ao dono da farmácia e acabou com o tempo abrindo a sua própria farmácia que acabou com o movimento da sua farmácia anterior. Ele era negro, mas negro de intensidade que o normal do brasileiro atual, mas não tão forte como um africano natural. E todos os respeitavam e tinha amigos loiros que o adoravam.

Nós brasileiros não somos preconceituosos. Eu tenho inúmeros amigos negros ou pardos, minha neta é negra, o namorado dela é negro, minha sobrinha e sobrinho são negros eu sou um branco azedo que lembra um boto cor de rosa. Isso não me desqualifica e nem me supervaloriza, principalmente por que meu cunhado que casou com a minha irmã ficou muito bem de vida trabalhando no governo e conseguiu construir duas famílias, já que se separou da minha irmã. Eu perdi tudo que construí, com o divórcio.

O problema da cor está exatamente no mercado de trabalho e não na população brasileira.





Mas eu falei tudo isso para mostrar um ponto de vista distinto, sobre essa matéria do jornal.

Ele comenta do problema dele no Rio com os negros. Bom, existe um histórico sobre o assunto. Primeiramente são os favelados que foram banidos de Canudos que se instalaram e fizeram a favela carioca. Depois temos que os fazendeiros do segundo Império, não pensaram em contratar os negros que eles deveriam alforriar, em dar emprego a eles. Não sei se seria fácil essa passagem de escravo para assalariado, mas se pensarmos, o negro escravo já conhecia a fazenda, sabia as manhas da região e era uma pessoa habituada ao lugar o que lhe facilitaria a manutenção da vida na fazenda e ter que aprender a lidar com o dinheiro e cuidar de si, sem a anuência do fazendeiro. Acredito que alguns fizeram essa tentativa, outros abominaram pagar para um cara capaz e apto, por puro orgulho ou vaidade ou sei lá, burrice? Agora teriam aqueles que não desejavam aquilo e fugiriam da fazendo para uma vida mais aventureira. Mas eu creio mais nos negros da própria cidade do Rio de Janeiro que tiveram que se sustentar sem meios dignos de trabalho pois só sabiam puxar o saco, e nada além disso com raras exceções assim se tornam apenas parias sociais, isso cria a visão das damas da sociedade portuguesa e nobreza o alvo predileto desses desocupados para sobreviverem, onde ser malandro era uma saída para a sobrevivência e assim se cria um enorme problema social.

Veja que incrível como naquela época todo branco era responsabilidade da família e assim como até hoje se quebra o galho com dinheiro para um filho não ser preso como o filho do Eike Batista ao atropelar e matar um ciclista pobre. Essa elite que aprontava era diferenciada do mero desocupado malandro que visava sobreviver enganando a população e se divertindo com isso.

Isso gera uma cultura e assim uma colocação e ela se circunscreve na favela, ainda mais que o Brasil pela péssima distribuição de renda que sempre teve, nunca desenvolveu o Norte e o Nordeste para poderem ficar mamando nas tetas governamentais com fluxo constante financeiro para pagar os custos das administrações locais sem nunca resolver o problema de emprego renda e chuva na região, mas de abuso e poder suprimindo o habitante de sua liberdade e desenvolvimento, o tornando dependente do patrão ou do emprego.

Agora o que vai mudar eu continuar falando que o mundo é preconceituoso e não aceita o negro como ser civilizado? Nada. Pois não é verdade, a verdade está na empresa que não valoriza tal pessoa de cor por que pode ser um problema dele se sobressair muito mais que você e assim você perder o emprego e não ele. Por isso a ideia do pai Thomas. Que é outra besteira o seu oposto, como um assassino, ladrão e escravocrata como Zumbi dos palmares.

O tipo de publicidade fomentada pela imprensa e as associações dá como o negro ser um enjeitado e coitado que precisa ser amparado como a proteção de cotas para ele entrar na universidade. No meu tempo de universidade os únicos negros eram os que tinham vindo do Egito e da Índia, mas aluno eu não recordo se haviam. Nós éramos 25 alunos de Biologia e 7 eram machos o restante eram apenas e unicamente mulheres. Lembrei agora que havia um professor que era negro na parasitologia e brasileiro, veja como ele era invisível pela cor, eu tive que pensar, como tive que pensar que era negro e por que era negro para lembrar de 2 mestres egípcios e uma indiana que estava na Zoo. Um deles era muito querido que estava na Bioquímica e depois foi para a Genética e por fim o descobri na Odonto de Piracicaba, mas era um professor que arregimentava alunos e talvez isso tenha causado inveja aos outros da bioquímica e acabaram criando caso com ele e dando mais trabalho que ele merecia, com aulas. Isso no meu modo de entender mostrava que ele era muito mais capaz que os outros e assim o preconceito e a inveja, pois preconceito é inveja.

Na verdade, como quem reclama de gay está na verdade com inveja, pois ele tem que ser homem e macho, que requer uma ampla responsabilidade e dever, apesar de querer desesperadamente desmunhecar, os brancos que desprezam outro ser humano pela cor parece que desejam ser moreninhos e másculos como eles. Realmente estou chutando, pois não faço a mínima ideia do porque alguém desprezaria um negro, a não ser por ser uma pessoa humilhada (branco) que vendo um negro para se sentir superior, vai humilhar o outro para se sentir macho ou poderoso e na verdade é apenas e unicamente um covarde dependente e incapaz, pois não conseguem ser nada melhor que uma pulga. Ou a famosa bactéria do coco do cavalo do bandido e deseja ser o dono do Mundo.

Quem tem preconceito tem algum tipo de inveja e como o negro foi de alguma forma aculturado para ser humilde, ele é abusado pelos incapazes para que possam se sentir superiores a alguém nessa vida, mas não possuem moral para serem dignos de serem chamados de seres humanos.

Só para ajudar a entender a inveja. Eu quero algo que alguém tem, mas eu não quero pagar o preço para ter aquilo. Isso não se prende a uma coisa material na verdade, mais a questões de virtudes do que da materialidade, pois essas são muito mais difíceis de se conquistar. Quando a pessoa amadurece e compreende que ele só pode ser igual se lutar contra si para ser efetivamente o que deseja, a inveja passa a ser admiração.

Assim o que a comunidade negra erra e muito, é ficar valorizando um ser como o Zumbi ao invés de outros negros que foram e venceram no mundo dos brancos pelo seu próprio esforço, dinamismo e determinação.




Por incrível que possa parecer tivemos um presidente negro antes dos americanos. Nilo Peçanha era negro.



O que me pergunto é se são apenas esses? O nosso maior escritor que mudou efetivamente a literatura nacional e com uma inteligência arguta, foi Machado de Assis que era negro e que deveria ser saudado por todos os negros brasileiros e se espelhar nele.

Infelizmente, eles ainda são poucos, talvez pela baixa oportunidade que possam dar a eles, ou pela falta de estímulos para entrarem nesse mundo e poderem liderar apesar da sua cor.

Ninguém fala, mas a China e o Japão eram os países talvez mais retrógrados do mundo, pois ainda viviam em feudos, quer dizer eles ainda estavam no mundo europeu dos anos 1000 a 1400. Com a guerra tudo muda onde eles percebem que precisam se modificar e não conquistar terras, mas se tornarem grandes exportadores de cultura e conhecimento e assim tanto um como outro se tornaram uma das 7 maiores economias mundiais e a China está prestes a dominar o mundo pelo seu PIB ultrapassando o dos americanos e o Trump está criando toda a dificuldade possível para que isso não ocorra.

Não é na porrada que a comunidade negra ou afro descendente vai se impor no mundo, mas pela sua capacidade inteligência e determinação como vem fazendo o chinês. Como eles chineses, são um grande contingente humano, o negro aqui, talvez nos EUA também, são a maioria da população e assim ser sempre o capacho do humilhado da população mundial deve ser enfrentado com a suas melhores virtudes que não apenas na música, mas em outras áreas que eles também podem ter uma enorme capacidade de auxiliar o mundo e colaborar para a melhora de toda a população mundial.

Lembrem-se as diferenças nos permite olhar a vida por prismas diferentes e foi assim que a ciência surgiu, pois, pessoas pensaram fora da caixinha religiosa e começaram a questionar a suas realidades e surgiram os alquimistas que acabaram se tornando os químicos do futuro e dando uma nova força para as descobertas e a normatização da ciência e da pesquisa para se poder definir a verdade material do mundo e não o empirismo religioso onde a melhor ideia para solucionar uma pergunta era a imaginação e nunca a prática efetiva concreta.

DESCOBRI ISSO HOJE  23/02/2019, ACHEI QUE DEVERIA POSTAR COMPLEMENTANDO TUDO QUE ESCREVI.

Só Noticia Boa


quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

VIVA O PESSOAL DA MOOCA QUE NÃO PENSA EM SEU FUTURO


Fico abismado com tudo que vem acontecendo e ninguém se preocupa em resolver nada.

Fiquei 6 meses tentando marcar uma consulta com o clinico geral para poder pedir receita, refazer exames e poder marcar consulta com especialistas para dar continuidade a uma medicina preventiva que todos devemos fazer a cada seis meses e em outros casos a cada ano.

O período que desejava a consulta era realmente para agora, na verdade no mês passado pois a receita que tinha venceu no mês de Novembro e dezembro para ter o remédio teria que ter uma receita nova, caso contra´rio teria que comprar e aposentado pelo INSS vive de migalha do sistema e remédia sobe muito mais que o aumento que o governo fornece ao aposentado.

Bom consegui com interferência uma consulta para janeiro, veja que é um direito meu, pois PAGO IMPOSTO E CARO para ser atendido pelo SUS, e sempre paguei sem usar, pois conseguia pagar plano de saúde.

Bom depois de cumprir a consulta, pegar exames e arrumar tudo fui tentar marcar os exames que o médico havia pedido, e para espanto meu, fizeram algo sensato. Dispensaram duas funcionárias muito simpáticas que nos ajudavam muito com a marcação e dicas  para conseguirmos os exames ou consultas, e uniram com o pessoal da AMA para fazer a regulação, ie, marcar exames e consultas. Realmente havia esse departamento em duplicidade. Uma pena pelas funcionárias que eram simpáticas e operosas, mas se o Brasil está em concordata, acho que isso é o minimo que se deveria fazer reduzir custos, o que o STF vergonhosamente não fez, mas aumentou a divida pública em mais de 5 bilhões que vamos pagar tendo aumento de salário ou não.

Agora com essa economia que pude ver, não notei nenhuma melhora no serviço com algum médico novo no posto, já que poderíamos ter 3 médicos clínicos gerais ao invés de dois, se é que ainda temos dois. Sabe por que eu falo isso? Pois fui tentar marcar uma consulta para março com o mesmo médico para verificar os exames e adivinha? Agenda fechada!!! Como agenda fechada, o ano acabou de começar e já temos agenda fechada? Isso por que a maioria está na praia, imagine isso depois do carnaval quando o Brasil pega na brasa?

Agora veja que tenho que ficar adivinhando quando teremos agenda aberta para poder ir lá de madrugada marcar a consulta. Por que eu tenho que IMPLORAR  por algo que pago? Eles não estão fazendo favor para ninguém, nós pagamos por isso. E todos continuam feito boi no pasto seguindo para o matadouro com alegria e ingenuidade.

Agora vamos falar de remédios. Eu uso doxazosina que é um relaxante muscular para a próstata. Com a idade a próstata pelo que sei aumenta e parece ser algo normal, como esse aumento em um espaço delimitado pressiona o canal uretral, se torna um esforço enorme urinar. assim o remédio relaxa a próstata tornando o urinar mais, digamos, fácil.  Bom o posto fornece o remédio, mas ele funciona como vaga-lume um mês tem ou outro falta, como minha receita é do dia 9 de outubro e eu só consegui até agora duas remessas do remédio que deveriam ser 4, fui tentar pegar a minha cota desse mês, pois vai que no dia 28 o estoque acabou e eu fica sem de novo. bom não me deram, pois apesar dele não terem o produto no tempo correto ainda não permitem que eu possa pegar o remédio no dia da receita, mas no dia da última entrega. Que é uma enorme, para não dizer outra coisa, sacanagem. 

Mas como todo idoso a gente tem que suprir a nossa farmacinha particular e lá fui eu com a receita do dia para pegar Omeprazol para o estomago e losartana para a pressão. Como eu havia pego remédio no dia 14 do mês passado, a garota não pode me entregar pois a regra impedia dela me dar o remédio com diferença de 5 dias - hoje 9, dia do mês passado 14, exatos 5 dias de antecedência - Quer dizer ,se na segunda feira dia 14 eu tiver que ser internado, ou viajar ou arrumar um trabalho para ganhar um dinheiro e aumentar a miséria que recebo do INSS, eu tenho que deixar para ir no posto pegar o remédio que preciso. Ora! Se esta dentro do mês que entregue, e esses dois remédios são habituais pois são de uso continuo, então SEMPRE tem que ter, senão nesse posto em algum próximo.

Para mim o governo que temos que é caro, muito caro, acredita que ainda somos escravos ou imigrantes (colonos) paupérrimos que viemos fugidos da penúria europeia e sermos recebidos aqui por caridade e não pela força de trabalho que temos, assim somos nós que temos que procurar o meio de conseguirmos marcar as consultas que precisamos, os exames que precisamos, adivinhar o dia que teremos a agenda aberta e nos tornarmos empregados involuntário do governo indo buscar que carimba com o cor amarela e quem com a cor vermelha. O famoso é naquele guichê, ou ah isso não é comigo, veja ali na recepção. Realmente o brasileiro gosta de ser humilhado e ser tratado como otário, já que ninguém reclama.

Já passei o e-mail do pessoal para fazer reclamação, por favor me ajudem reclamando, não o que eu estou postando, mas aquilo que acham que é seu direito e tiveram que ficar implorando no serviço público. Simples assim.

RECLAMEM, USEM O SEU DIREITO DE SEREM ATENDIDOS NAS SUAS NECESSIDADES E NÃO COM UM SORRISO NO ROSTO!


quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

A IGNORÂNCIA QUE IMPERA NO BRASIL




Eu vejo coisas no Brasil que me espantam e nem os que são a favor, e muito menos os que são contra, podem ou sabem fazer algo relevante para ensinar a população da realidade dos fatos e das mamatas que o governo usa para transferir dinheiro para o nordeste favorecendo os caciques do Nordeste e nunca a população da região.

Vamos analisar o que foi feito no Nordeste para resolver a questão da seca na região. Por incrível que pareça o Dilmanta falou a única frase lucida da vida dela, quando disse que o Nordeste deveria se resolver com a seca como os países Nórdicos se desenvolveram com o gelo.

Veja já foi feito de tudo na região, mas nada para solucionar o processo de seca. Se fez mutirões para dar dinheiro para a população com criando-se bolsões artificiais de água. Já fizeram poços artesianos para pegar águas profundas e assim poder resolver o caso de pequenas comunidades, já se fez cisternas para acumular água. E o cumulo do custo e das obras faraónicas, a Transposição do Rio São Francisco que na verdade forma 16 anos comendo dinheiro público e nada de solucionar o problema ou terminar a obra. O que sempre se pensou com exceção da transposição em coisas pontuais.

Agora realmente a região nordeste do Brasil sofre de seca por 7 anos seguidos e sete anos com chuva escassa. O solo é rico em nutrientes, mas possui uma camada superficial de sais de alumínio que inibe a nutrição das plantas. Ao se arar a terra o movimento da terra leva o alumínio ao húmus e assim inibi o desenvolvimento da plantação.

A plantação nesses locais deve ser feita com mudas selecionadas e com o caule envolvido em gesso, e se perfurar o solo com uma pá de borne que permita que a profundidade chegue a parte de húmus e o gesso fique na região onde estão os sais de alumínio.

PÁ DE PERFURAÇÃO DE BORNE



Quer dizer existem pesquisas e soluções para resolver o problema da seca e dar produção e emprego à população. Aí vem a pergunta: Então por que a região não se desenvolve?

Pelo que sei isso começou no reinado de D. Pedro II. Ele por pesar com a situação e sem técnica significativa para superar a seca da região, pois foi quando ficou constatado os 7 anos de seca seguida. Começou a transferir renda para a região e isso se tornou um hábito que perdura até hoje. Assim se criou a indústria da seca. Em 1988 o Presidente em exercício esteve em Petrolina para distribuir dinheiro aos produtores da cidade dando um maior desenvolvimento a região. O que se falava na cidade uma semana depois era que as amantes, filhos, esposas e filhas estavam com joias novas, casas nova, carros importados e tudo aquilo que seria viável como luxurias da época, menos algo efetivamente desenvolvendo uma indústria ou um mercado.

Assim eu vi essa propaganda dos bolsominions sobre o tamanho da dessalinização das águas da região de Israel. Que não explica por que não desenvolver a coisa com base na própria empresa de águas do Estado, que poderia ser viável, já que a Embrapa uma grande empresa de PESQUISA em agropecuária e não especificamente em desenvolver uma empresa lucrativa fornecendo água. Se usassem o projeto da Embrapa que seria algo nacional e os royalties ficariam para a empresa e assim poderia desenvolver mais pesquisas na área e assim melhorar o desenvolvimento da agropecuária no país.

Mas nenhum empresário se interessou em resolver o problema, pois ele preferia manter a mamata de ter a indústria da seca em execução que ter um real desenvolvimento da região e assim torna-la independente da capital do Distrito Federal que vem do sul do país e que tanto desprezam e continuam dependentes. Além desses empresários que não se interessaram, também temos a classe política nordestina que impõe isso para o Brasil para continuar mantendo o cabresto sobre os nordestinos, pois são sempre dependentes da boa vontade desses POLÍTICOS, que os sustentam e fazem favores, e assim deixando-os submissos e vassalos desse pessoal. Quer dizer o Nordeste ainda vive dentro do absolutismo monárquico de D. Pedro I. Assim ninguém iria resolver o problema do Nordeste com grandes usinas de dessalinização, pois teriam mais dificuldade em manter o cabresto sobre a população e ainda teria emprego que faria com que a população se fixasse na região e assim começariam a aprender a votar e a cobrar pelo seus direitos, que até hoje confunde seus direitos com o desejo de mordomia como os grandes da região mantém, como o Fiuza, creio que no governo Sarney ou FHC eletrificou a fazenda dele as custas do Estado e não beneficiou ninguém por todo o percurso da rede dos fios elétricos a não ser a própria fazenda dele.
Assim a alternativa do Bolsonaro usar Israel para criar empresas de dessalinização na região Nordeste, burla toda a pressão dos políticos nordestinos querendo evitar que isso aconteça e se instale na região.

Isso ou esse tipo de manobra se chama política. Quando as forças políticas te impedem de implementar um plano que você deseja, você usa alternativas que serão SEMPRE MAIS CARAS, para impor aquilo que é necessário e assim poder realizar algo bom e sadio para a população no caso da água que é vital para toda a região.

Com isso poderemos ter outras empresas notando que não há retorno a mordomia de distribuição de grana fácil, poderão efetivamente se conscientizarem e começarem a trabalhar em prol da região e tira o lucro possível que a região pode fornecer seja turística ou em frutas que é uma riqueza enorme na horticultura.

SIM, O BOLSONARO ESTÁ FAZENDO ALGO EFETIVAMENTE BOM, PARA RESOLVER A QUESTÃO DA ÁGUA E DO DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO NORDESTE. ESSA É A MINHA OPINIÃO.

sábado, 22 de dezembro de 2018

ATENÇÃO! ATENÇÃO!






ATENÇÃO ATENÇÃO !!!!

PARA OS QUE TEM PREGUIÇA DE LER MEUS TEXTÕES. RESOLVI O PROBLEMA COM UM APLICATIVO GRATUITO E NACIONAL. AGORA VOU FAZER TEXTÕES QUE PODEM SER OUVIDOS, MAS SÓ NO MEU BLOG, AINDA NÃO DÁ PARA FAZER A ADAPTAÇÃO NO FACE OU GOOGLE PLUS OU TWITTER. MAS AGORA NÃO PRECISAM ESPERAR VIRAR FILME, BASTA APERTAR O PLAY E OUVIR E ME APLAUDIR, MESMO QUE NÃO CONCORDE, POIS ELIMINEI O SEU TRABALHO DE LER BESTEIRA.

CASO DESEJE OUVIR E ESTÁ NO BLOG. SUGIRO QUE ABRA A MATÉRIA QUE LHE INTERESSE EM OUTRA ABA DO NAVEGADOR E NO FINAL DA PAGINA ESTARÁ LÁ O ÁUDIO PARA OUVIR E SE DELEITAR COM A MINHA OPINIÃO. POR FAVOR SEJA FELIZ. POIS EU ESTOU COM ISSO.  

INFELIZMENTE, VAMOS TER UM PÉSSIMO GOVERNO PARA O POVO.


Esse é o maior erro que teremos para os próximos 4 anos do novo governo.

Vou tentar exemplificar com as manchetes de jornal e com um texto que encontrei na net.



Para se ter prosperidade pela situação econômica do Brasil, precisamos de investimentos produtivos e de serviços. Infelizmente a classe abastarda no Brasil, é uma faixa muito pequena da população e se encontram concentrada na região Sul e Sudeste do país.

Como hoje empresa nacional são raras, precisamos de empresas de capital estrangeiro para que se implantem industrias novas e serviços novos para que se possa gerar empregos para ocupar toda a nossa mão de obra útil, mas isso será muito difícil pois o grau de investimento será muito alto para ocupar todo esse pessoal com emprego de qualidade e bem remunerado que assim tornaria a progressão do emprego mais rápida, já que o consumo aumentaria significativamente. Mas isso será lento. Não só pelo baixo investimento como também pelos investimentos feitos com base na automação.

No Brasil o que eleva a mão de obra é a construção, e até hoje não formaram a construção de linha de produção, não sei se pela especificidade dos projetos, ou pela necessidade de empregar gente para realizar esse trabalho, já que o salário mínimo é irrisório em relação ao custo efetivo de vida nas grandes cidades.

Podemos notar isso com a construção de farmácias que aconteceram aqui pelo bairro onde moro. Coisa de 3 ou 4 meses se destruiu um armazém típico daqueles que vendiam secos e molhados e construíram um estacionamento e uma farmácia de esquina com a rua principal do bairro. Eu acreditei que era pequena, mas ao ter que comprar remédio, descobri que por dentro era muito ampla, além de poderem estacionar, ao menos uns 8 carros confortavelmente em sua frente ou sua volta, talvez assim de uma melhor visão.

Com toda a certeza a casa pré-fabricada ou o prédio pré-fabricado é questão de tempo para se conseguir realizar essa façanha. Agora pensando vejo que isso deve ser mais por questões do terreno, sua dimensão, que talvez por algum efeito social de empregar mais gente. Isso no caso de prédios e não de casas, apesar que em grandes cidades o problema maior é encontrar terreno para construir casa, mas não para se construir prédios.

Aqui ao lado de casa construíram um prédio de 3 andares em menos de um ano, agora estão na fase de acabamento que é o mais demorado e com isso meu celular que é velho, fica mudo ou seria como entrar dentro de túnel se consigo fazer a ligação, túnel curto é verdade, mas é uma enorme sequencias deles.

A Manchete do Estadão deste sábado 22/12/2018:



Por essa manchete devemos supor tratar-se de ironia, pois é inconcebível que o ministério possa fazer inspeção, que já é por amostragem e não efetiva de cada peça, pois não poderiam destruir todas elas, para fazer análises químicas, assim se há uma inspeção efetiva de todas as peças que vão para o consumo ela é visual pois todas recebem o SIF.

Com a crise do papelão e da soda caustica no leite e assim no queijo, o ministério abrir mão da inspeção para isso melhorar a produtividade do sistema, uma coisa é certa, vão exportar as de melhor qualidade como sempre e deixar o refugo aqui para o consumo interno. Agora sabe qual é o problema dessa medida estúpida? Que os fiscais que vão ficar sem função não serão mandados embora, pois não pode por lei fazer isso pela estabilidade que eles possuem por terem sidos concursado e assim continuaram recebendo sem fazer nada como sempre ficaram, e não gerará um centavo de economia pela situação deficitária que se encontra o governo. Mas nós vamos continuar pagando imposto e cada vez mais por menos que a economia cresça, como esse ano e batemos o re3corde de arrecadação passando de 2 trilhões de reais sendo que o nosso PIB de 2017 foi de 5,600 trilhões. Qual será a estimativa para tal PIB deste ano? 1,3% a mais dos 5,600 que a grosso modo representa 72 bilhões de aumento no PIB, mas se arrecadou muito mais que apenas mais 1,3% indicando nitidamente que o imposto aumentou e o déficit continuou. Imagine com o aumento do judiciário e os trens da alegria que o congresso vem promovendo como esse dinheiro arrecadado escorrerá pelo ladrão e nós vamos ficar cada vez mais pobres e com fome.

Reduzir ministérios, não altera em nada os custos do governo, na verdade o que gera custo ao governo é o funcionalismo público e suas mordomias, tanto que eles são por volta de 2 a 3 milhões de aposentados contra 15 milhões da iniciativa privada e o déficit gerado pelo que se arrecada e se tem que pagar não chega a 100 bilhões de diferença, mas a diferença entre o número de aposentados da iniciativa privada beira cinco vezes mais.

Agora a pior parte.



Tivemos recentemente um aumento vergonhoso do poder judiciário no valor de 16,3% e a supressão do auxílio moradia que representava 13 % mais ou menos de aumento de salário para os funcionários e como o salário deles baseiam o salário de todo o governo teremos assim um aumento futuro que irá estourar a boca do balão ou teremos uma série de hemorroidas governamentais que teremos que ficar produzindo pomada para poder saná-las, mas veja que esse governo foi eleito para resolver o problema e assim como metáfora, ele deveria fazer uma operação e solucionar o problema, para quem isso não ficou claro, mandar metade dos funcionários para a rua, automatizar muita coisa como consultas médicas por telefone e reduzir o número de burocracias para confirmar que o contribuinte, que requer os serviços, não o que paga, seja atendido. Quanto mais normas se estabelece, mais difícil ficam os serviços prestados.

Me explicando. Se eu mantenho um funcionário em um balcão agendando serviços médicos, ele obviamente é um ser que julga e tira conclusões e assim ele pode e deve RESOLVER o problema do contribuinte. Agora um ser que vive apor norma e não tem alternativas para que o homem ou o ser humano em um julgamento atenda a sua necessidade. Ele não serve para nada na função que exerce, não importando a norma estabelecida. Assim é um salário mal pago, pois passa a ser um mero cabide de emprego onde ele decorou um livro de “trocentos” itens de norma e apenas fala não pode, não dá, volta o mês que vêm. Já que tudo no governo é assim, robotiza tudo e nós vamos ficar xingando as máquinas e não pessoas.
O governo deve aprender que o contribuinte é o seu cliente e não o seu escravo.

Agora vamos falar do objetivo principal. O salário mínimo.

Bom se o governo der efetivamente os 1.006 reais como o valor do novo mínimo, obviamente não dá para pagar um quartinho para se morar, pois ele custa 850 reais, sem imobiliária, para efetuar o contrato e administração e 900 com imobiliária. Isso demonstra que os 400 reais que a prefeitura dá para os enjeitados, não paga coisa nenhuma e eles vão usar ele dinheiro ou para algum gozo da vida ou para comida, isso se não houver um restaurante de 1 real nas imediações. Com isso ele vão invadir prédios, armazéns industriais e terrenos, formando imensas favelas que que podem desaparecer pela explosão de um botijão de gás ou um mero incêndio tolo, de um superaquecimento da fiação que foi adulterada por algo chamado “gato” que seria exatamente a conta de luz clandestina que todos nós pagamos por que o salário mínimo não paga nem moradia ínfima, muito menos a conta de luz que beira os 200 a 300 reais de uma casa de classe média com 3,5 pessoas na residência. Vai fazendo as contas do valor do salário mínimo.

Ai por puro egoísmo o governo lhe dá algo chamado de vale transporte que é apenas a garantia dele de que você irá trabalhar no dia seguinte e não vai gastar isso para sustentar a família. Depois eles lhe dão vale refeição que acho que hoje estaria em 15 reais, que pelos 8 reais para se ir até em casa e almoçar é muito caro, mas compensa pois o trabalhador como ele mora na periferia, demoraria só para almoçar em casa e voltar ao trabalho precisaria de 3 horas de busão e assim se tornaria pouco rentável já que ele tem apenas uma hora de almoço e pode estar mais a mão do patrão que indo em casa almoçar.

Vamos estipular que o coitado trabalhe de sábado, já que é pobre ganha salário mínimo e precisa fazer hora extra. Assim temos mais ou menos 26 dias de ônibus e refeição a 15 reais. Veja que maravilha ele representa R$ 598 reais mensais para a empresa e isso não incide imposto. Caso a empresa dê-se estes valores para o empregado, incidiria sobre esse valor a bagatela de 100% de imposto, isso nos anos 80, estou desatualizado na quantidade de imposto que incidem sobre a folha de pagamento.  Assim a empresa economiza 598 reais.

Vejamos já temos R$ 598, de almoço e condução. Mais 900 reais para viver apertado com a mulher o filho e uma metade que vamos colocar como cachorro, afinal ele precisa ter alguma alegria na vida e cachorro é uma alegria, mas gato é mais barato mais higiênico e mais barulhento, ou boêmio. Bom a conta de Luz nós pagamos para ele, mas se fosse cobrar vamos nos 200 reais, com isso sem alimentar a família ele tem um gasto real de R$ 1.698. Agora vamos aos custos daquilo que ele deve arcar.

Ele precisa de ao menos R$ 900 para sustentar com alguma folga a família para alimentá-la. Precisa ter uma geladeira, um fogão (vocês já viram o preço do fogão, um absurdo) uma TV e se tiver sorte um celular smart fone que lhe permita fazer ligações e ainda poder entrar na internet, mas o computador sai mais ou menos pelo mesmo preço, mas não é portátil. Eu não faço ideia de quanto se gasta com um telefone desses, mas os trinta reais que coloco no meu e duram 3 meses para gastar e ainda sobra para o mês, não deve ser suficiente, mas vamos de 30 reais de crédito mensal. Isso tendo internet acoplada aos custos. Uma cama, casal e uma de solteiro para o filho e quando se precisa de discrição para o filho se estende uma muralha de cobertor, para se ter alguma privacidade.

Com esses dois valores temos já R$ 2628 de salário possível para esse trabalhador. Além de roupa para a família e um percentual para a prestação dos eletrodomésticos da casa, além de livros e cadernos para o filho e deveria assinar um jornal, mas isso seria pedir muito, para um ignorante que ganha salário mínimo e assim ele permanece ignorante. Também ele não teria tempo de ler o jornal, pois com três horas para ir e voltar do trabalho, mais uma hora de almoço e 8 horas diárias de trabalho, ele terá apenas 12 horas que ele não cuida de si, mas dos outros e chega tarde em casa e se tiver sorte vê a novela e vai dormir e quem sabe consegue assistir algum jornal televisivo. Jantar e café da manhã, só quando acorda cedo ou chega cedo.

Além disso ele paga aposentadoria de 8% sobre o salário, imagine se pelo valor que já estamos próximos de atingir, ele pela tabela atual, pagaria também imposto de renda, assim 4000 reais não é um alto salário para ser pago pelo valor de seus gastos e teria uma vida digna. Mas como ainda estão pensando em reduzir o suposto valor de 1.006 como salário mínimo nacional, você se estivesse na situação dele o que hoje não é muito difícil por estar com alta taxa de desempregados no mercado e que muitas profissões estão sendo extintas e assim a especialização sonhada, virou problema e não um ganho de futuro. Eu pergunto:

O QUE VOCÊ FARIA SE ESTIVESSE NA SITUAÇÃO DELE?

Existe uma cultura de se ganhar o mais possível para se ter mordomias ou se ter o gozo materialista da vida. Como o único lugar onde o empregado faz o seu salário é no governo, os melhores salários estão lá, pois a indústria pela farta mão de obra do mercado, podem usar a lei da oferta e da procura para baratear seus custos e assim cada vez mais eles obtêm mais lucros e reduzem seus custos com investimentos robotizados, e dispensa de empregados que se tornariam ociosos e em contra partida se um profissional especializado tiver com grande taxa de desemprego, ele aproveitam e mandam o seu profissional da área embora e contratam outro mais barato reduzindo assim o custo operacional.

Agora, não adianta nada aumentar o salário mínimo e continuar aumentando os preços dos produtos. Precisa haver mais ofertas, isso é concorrência, para que o salário míni9mo atinja novamente o valor esperado para uma família de 3,5 pessoas possa sobreviver sem depender de penduricalhos que parecem mordomias, mas são mais garantias para o patrão e um menor custo para ele para que a DISTRIBUIÇÃO DE RENDA ocorra em todo o país, para que todos possam ter uma vida digna e apenas depender do governo para saúde, educação e segurança com qualidade para que a sociedade progrida.

Uma coisa que parece que ninguém ainda compreendeu, que o homem se une em sociedade para poder se ajudar e se proteger, pois, somos interdependentes, mesmo o patrão ou o governo e só nós não percebemos isso.

Veja se o patrão ou empresário investir em larga escala em automação, ele terá um produto altamente competitivo, isso é poderá cobrar muito menos que seus concorrentes e assim garantir a sua sobrevivência e liderança de mercado. Mas obviamente os seus concorrentes que não falirem vão fazer o mesmo e assim se tornaram competitivos e teremos uma briga de mercado. Suponha que todos os ramos industrializados façam o mesmo. Teremos um custo relativamente baixo de tudo. Mas veja se temos 140 milhões de pessoas em condições de trabalho, e tudo se tornou automatizado, teremos apenas os 2 a 3 milhões de funcionários públicos, já que não podem ser dispensados, e mais uns privilegiados que talvez fique em torno de 10% da massa trabalhadora. Veja que apenas uns 15 milhões de pessoas trabalham e tem dinheiro, e somos 210 milhões de habitantes. Do total da população teremos 52 milhões de pessoas aptas a comprar algo e teremos a bagatela de 158 milhões vivendo fora das cidades como em Admirável mundo novo se matando e tentando sobreviver, isso claro no Brasil não no mundo. O mundo se seguir essa linha, TEREMOS UMA GUERRA ATÔMICA. Pois resolve o problema de superpopulação.

Um político hábil notando essa situação, sabe, notem bem, sabem que temos que proteger de forma viável essa população mais carente, não por serem coitados, mas por serem apenas seres humanos que estão aqui pelo mesmo motivo que estamos, aprender. É muito fácil lidar com uma praga, seja ela humana ou de insetos nocivos, manda matar.  E se resolve o problema de superpopulação. Mas moralmente isso não é sensato, ou Hitler ainda estaria no poder até hoje, pois com as pesquisas de Mendele provavelmente eles teriam criado o super Hitler.

Bom um político com bom senso, e não ladrão como o Lulla, mas com o seu carisma, conseguirá no futuro movimentar essa massa desprezada pela direita raivosa onde eles têm por dever e obrigação serem competitivos como eles, apesar de não terem nenhuma aptidão para a maracutaia administrativa e assim ele depende da capacidade do empresário para poder sobreviver, como o empresário da força de trabalho dele e seu consumo, pois sem consumidor o empresário não tem como sobreviver também. E o governo de cobrar imposto, já que o empresário concentra todo o imposto que nós pagamos e assim é um dinheiro de graça que ele pode investir no banco com algum rendimento diário ou algo com retorno rápido, tipo dólar ou ações ou ouro e depois no final do mês ele pagar o governo sem burlar o que hoje é tão raro que até o congresso fazem leis especiais para o empresário ficar com o dinheiro do nosso imposto pago por nós e assim ele poderem serem financiados com caixa dois ou com um infeliz que não tem onde cair morto e recebe o bolsa família, faz uma doação de 2 milhões para o candidato a deputado federal que apoiou a bonomia congressual de surrupiar o imposto devido, já pago por nós, aos empresários.

Quer dizer pelo que estamos vendo nas decisões do futuro governo é que vamos continuar pagando a conta, pois o Bolsonaro depende da bancada da bala, da bancada ruralista e da bancada evangélica para administrar o país e conseguir fazer as mudanças que ele acredita que deve realizar, mas já usando o toma lá dá cá com a eliminação da fiscalização da carne, das matas e da das contas do assessor do filho, confundindo dinheiro público do privado, aumentando assim o salário de 33.700 de um deputado federal com os outros 120.000 usado para contratar aspones e na verdade ninguém recebe nada e tudo vai para os gastos do deputado seja com mordomias ou campanhas publicitárias para garantir sua reeleição.

Como sempre o roubo acontece e tem uma formula administrativa para tanto que está inserida nessa verba de gabinete, na gasolina do carro apesar de usarem álcool que é mais barato, ou ainda conseguir pagar pelo senado ou pela câmara o ascensorista ou o “bartender” do café a salario indecente de 15 mil reais mensais. Afinal ele ouve muita maracutaia enquanto serve o café.

Esse governo foi eleito para acabar com a corrupção, que não acredito que consiga, mas uma forte redução deverá ocorrer, e distribuir renda e conseguir igualar o funcionalismo à população seja juridicamente ou salarialmente. Já começou pessimamente não dando um aumento real ao salário mínimo e reduzindo o aumento do salário do funcionalismo público.

Como será efetivamente esse governo? Ele terá força para impor essa verdade? Ou vai seguir a filosofia do Ulisses Guimarães onde fazer política é fazer a arte do possível e não do correto?

Todos querem um governo forte, que possa impor a sua necessidade de igualdade jurídica e uma distribuição equânime dos recursos da nação, mas o que vemos é exatamente o contrário com governos fortes pois que forçou uma concentração de recurso nas mãos de poucos foi exatamente o governo forte do Brasil que precisava concentrar renda e custos menores nas industrias, para ter competitividade nos preços para poder exportar e ser competitivo no mercado externo e assim ter dinheiro para pagar a dívida externa que estavam fazendo que saiu pela culatra e ainda estamos pagando por essa política mal elaborada, que hoje fica claro com esse salário mínimo que não se paga nem aluguel com ele. Hoje a estimativa de inflação de preços ao consumidor, aquele que o salário paga é de 3,85 % no ano, e o salário mínimo se for aumentado ao valor exposto será de 2,5% isso é ele está sendo reduzido propositalmente.

Os “intelectuais” que apoiam tal absurdo, acreditam que a força das armas será o meio de fazer o infeliz que passa fome poderá se tornar um cidadão honesto e não irá lhe roubar ou matar estupidamente, para não levar nada ou apenas 10 reais, já que ninguém vive com mais que isso no bolso hoje em dia, só político e santo podem ter até 300 mil ou 400 mil em casa em espécie. Ou algo para troco, como 51 milhões. Mas esquecem que se perderem o seu emprego ou sua empresinha, vão ter que se colocar no mercado lotado de gente com a mesma ou maior formação profissional que eles e assim vão ter que se sujeitar a ganhar 3 salários mínimos que na realidade será apenas quase um salário mínimo necessário para se sobreviver e pagando imposto de renda ainda por cima. Será que ele que tem um revolver em casa não vai também nessa situação jocosa e com mais habilidade que o favelado para o manuseio do revolver, pois ele fez aulas para isso, não vai sair por aí assaltando para poder ter o que comer no fim de semana?

Pelo jeito a população adora aprender no sofrimento e na dor nunca pelo amor e a bondade. Essa massa de gente ainda um dia se revolta e os custos serão muito altos.